Como e quando nasceu o Linux?

No início da década de 1990, um estudante finlandês de ciências da computação chamado Linus Torvalds começou a realizar algumas alterações no código-fonte do Minix, um sistema operacional do tipo Linux para computadores de pequeno porte muito usado, naquela época, nos cursos universitários sobre sistemas operacionais. Linus Torvalds teve a brilhante ideia de aprimorar o componente principal do Minix, chamado kernel (também conhecido como núcleo), escrevendo um completamente novo.

Em 1991, Linus Torvalds publicou na internet a primeira versão deste novo sistema, dando a ela o nome Linux (fusão do nome Linus com o nome do sistema Minix). Uma curiosidade interessante é que Linux não é o nome original desse sistema: Torvalds havia batizado seu sistema operacional de Freax (uma brincadeira com as palavras free (grátis) e freak (bizarro) e com o “x” que vinha do Minix). Entretanto, ao ouvir opiniões de outras pessoas, o nome Linux acabou se tornando o preferido.

Para publicar o Linux, Linus Torvalds utilizou a licença copyleft originada pelo projeto GNU (a GNU - GPL). Assim, o Linux resultou em um software que podia ser copiado, utilizado e modificado livremente, com uma única condição: a de essa liberdade ser estendida a todas as versões derivadas. Para tornar o Linux ainda mais popular, Torvalds utilizou a internet para pedir o apoio de todos aqueles programadores que tivessem interesse em aceitar a filosofia do software livre, o que acabou dando certo. Inicialmente, foi devagar, mas à medida que a internet ia se expandindo, uma legião formada por milhares de programadores espalhados pelo mundo passava a contribuir de maneira significativa para o crescimento do Linux e de uma série de aplicativos, também gratuitos.

Atualmente, o Linux alcançou uma extensão tão grande que as distribuições disponíveis constituem sistemas operacionais completos, modernos, confiáveis e, o mais importante, práticos.

Para saber mais sobre o software livre, é possível encontrar grande quantidade de informações em:

https://www.gnu.org/philosophy/philosophy.pt-br.html

Fonte: Curso prático de Linux - Ferrari, Fabrício Augusto

Procurar no blog: