Instalando o KVM no Arch Linux e derivados

Usuários de linux não necessitam de VMware ou VirtualBox para rodarem máquinas virtuais. KVM (Kernel-Based Virtual Machine) é uma infraestrutura de virtualização baseada no kernel Linux. Usando KVM é possível executar vários sistemas operacionais incluindo Linux, Microsoft Windows, e qualquer outro sistema operacional.

Neste artigo vamos ver como instalar o KVM no Arch Linux e no Manjaro.

Verificando o suporte do Hardware

Antes de instalar o KVM é necessário checar se o hardware do seu computador suporta máquinas virtuais. Para processadores Intel o KVM requer VT-x e para processadores AMD requer AMD-V.

Para checar digite no terminal:

$ LC_ALL=C lscpu | grep Virtualization

Exemplo de saída:

$ LC_ALL=C lscpu | grep Virtualization
Virtualization: VT-x

Se seu computador suportar virtualização a saída do comando deve ser “Virtualization: VT-x” ou “Virtualization: AMD-V”.

Se nada for exibido é provável que seu PC não possa ser usado para instalar máquinas virtuais. Não é o fim do mundo. Alguns fabricantes às vezes desabilitam esta configuração por padrão. Para ter certeza, cheque a BIOS do seu computador. Consulte o fabricante e o manual para verificar como entrar na BIOS.

Verificando o suporte do Kernel

Você também necessita ter o módulo do Kernel instalado no seu computador para suportar o KVM.

No terminal digite o seguinte comando para verificar:

$ zgrep CONFIG_KVM /proc/config.gz

Cheque a saída. Você deve ver CONFIG_KVM_INTEL ou CONFIG_KVM_AMD como ‘m’ ou ‘y’. Abaixo a saída no meu PC:

$ zgrep CONFIG_KVM /proc/config.gz CONFIG_KVM_GUEST=y
# CONFIG_KVM_DEBUG_FS is not set
CONFIG_KVM_MMIO=y
CONFIG_KVM_ASYNC_PF=y
CONFIG_KVM_VFIO=y
CONFIG_KVM_GENERIC_DIRTYLOG_READ_PROTECT=y
CONFIG_KVM_COMPAT=y
CONFIG_KVM=m
CONFIG_KVM_INTEL=m
CONFIG_KVM_AMD=m
CONFIG_KVM_MMU_AUDIT=y

Instalando o KVM (Virtual Machine Manager)

Digite no terminal o seguinte comando:

$ sudo pacman -S virt-manager qemu vde2 ebtables dnsmasq bridge-utils openbsd-netcat

Os próximos dois passos são muito importantes e frequentemente ignorados por muitos usuários. Tenha certeza de concluí-los. Quando você executar o Virtual Machine Manager depois da instalação você verá o erro “adduser: The group ‘libvirtd’ does not exist”.

Habilite o serviço através do seguinte comando:

$ sudo systemctl enable libvirtd.service

Inicie o serviço através do seguinte comando:

$ sudo systemctl start libvirtd.service

O Virtual Machine Manager agora deve estar instalado no seu computador. Você pode executá-lo procurando por “Virtual Machine Manager” nas suas aplicações, e não KVM!

Troubleshooting

Caso em futuras execuções da máquina virtual você se depare com o erro “network ‘default’ is not active”, execute os seguintes comandos:

$ sudo virsh net-list –all

$ sudo virsh net-autostart default

$ sudo virsh net-start default

Para mais detalhes de troubleshooting consulte o seguinte link:
http://ask.xmodulo.com/network-default-is-not-active.html

Procurar no blog: